Promessas e julgamentos

Mensagem: Em Jesus Cristo, Senhor e Salvador, há salvação eterna para todo o que Nele crê, e condenação eterna para todo o incrédulo, para aquele que O rejeita (cf. Jo 3:36).

Introdução

Na 15.a mensagem refletimos sobre “O coração do Evangelho – O Servo do Senhor” , Is. 49-53. Vimos que “O Servo do Senhor, Jesus Cristo – o Messias, veio “para servir e dar a vida em resgate de muitos”, Mc 10:45. O Evangelho é Jesus Cristo, Jesus Cristo é o Evangelho.

O servo obediente terminou  seu trabalho na terra; e, hoje, trabalha nos céus, intercedendo pelo povo de Deus, o Seu povo – Hb 7:25; Rm 8:34; 1 Jo 2:1,2.

Nos capítulos anteriores nós falamos sobre o “Servo Sofredor, e no capítulo 53, mencionamos o “Coração do Evangelho” – “… Cristo morreu pelos pecados, segundo as Escrituras… e, ressuscitou, segundo as Escrituras…”, 1 Co 15:1-4.

Mas, quais são as consequências do Seu sacrifício?

Para a nação de Israel, o povo de Deus no Velho Testamento – restauração futura, Is 54:1-17;

Para as nações gentias – convite para a salvação eterna, Is 55:1-56:8;

Para os pecadores rebeldes e incrédulos – julgamento e condenação eterna, Is 56:9-59:21.

Em Jesus Cristo, Senhor e Salvador, há salvação eterna para todo o que Nele crê, e condenação eterna para todo o incrédulo, para aquele que O rejeita (cf. Jo 3:36).

I. Restauração futura para a nação de Israel, Is 54:1-17.

Imagem – Jeováh, o marido fiel, perdoando Israel, a esposa infiel, e restaurando-a para o lugar de benção.

Várias vezes a Bíblia utiliza a figura do casamento para ilustrar o relacionamento em Deus e Israel – Isaías 50:1-3; 62:4,5; Jeremias 3:8; Oséias 2; Ezequiel 16 e 23.

Também, várias vezes Israel é acusada de infidelidade, idolatria… Não ser fiel a aliança com Deus, e por isso sofrendo as consequências do seu pecado…

Mas, há um promessa de restauração, quando Jesus Cristo, o Messias, na Sua segunda vinda, vier para restabelecer Seu Reino, aqui neste mundo.

Qual o tipo de restauração que é prometido, e que será motivo de alegria, de exultar de prazer (Is 54:1)?

No passado, sob a liderança de Neemias, Esdras e Zorobabel houve a retorno do cativeiro da Babilônia, a reconstrução de Jerusalém e a restauração do relacionamento com Deus…

Promessas (algumas já cumpridas no passado, outras que se cumprirão no futuro) de restauração para frutificação, multiplicação do povo, Is 54:1-3; promessa a Abraão e Sara (Is 51:1-3; cf. Gl 4:27 – A Igreja não é Israel, mas em Abraão somos filhos da fé, filhos da promessa).

Diante da promessa de restauração, Deus disse:

  • Não temas porque não serás envergonhada, Is 54:4;
  • Lembra-te do amor  do Senhor, Is 54:5,6
  • Confie na fidelidade e  compaixão do Senhor, Is 54:7-10

Deus cumpre as suas promessas, Gn 9:11-17.

A nação de Israel podia descansar, assim como, os que hoje são povo de Deus,  discípulos de Jesus podem descansar no amor, na aliança e na graça divina, Is 54:13; Jo 6:44,45; Ap 22:18-21.

As promessas de Deus encontram seu cumprimento seguro, o “sim”, em Cristo, 2 Co 1:19,20.

No futuro, há a promessa da restauração  gloriosa que o Messias, trará para Israel (Rm 9-11, Deus ainda tem um plano para Israel como nação)…

II. Convite de Salvação aos gentios (não judeus), Is 55:1-56:8

Jesus não morreu somente pelos pecados de Israel, Is 53:8; mas, também pelos pecados de toda humanidade, Jo 1:29; 1 Jo 4:14.

Os gentios estão incluídos nos planos  eternos de Deus – isto fica claro em todo o livro de Isaías.

Judeus e não judeus (gentios) – unidade em Jesus Cristo, um só corpo, uma só família – a Igreja de Jesus Cristo… Efésios 2,3.

O convite triplo de Deus:

  • a) Vinde ao Senhor, Is 55:1 (Mt 11:27-30)

Convite estendido a todos… Quem tem sede, encontra satisfação em Cristo, Jo 4:10-14.

No Oriente, assim como em locais desertos e áridos, abundância de água é benção – Is 41:17; 44:3; Jo 7:37-39.

“Água, vinho, leite e pão” são figuras no Novo Testamento ao Espírito Santo, Jesus Cristo e a Bíblia – palavra de Deus.

Deus faz um convite para o arrependimento dos pecados, e a volta para Ele com fé em Jesus Cristo – único e suficiente Salvador.

  • b) Buscai ao Senhor, Is 55:6-13

Buscar exige o reconhecimento e o abandono do pecado, o arrependimento, a volta para Deus, Is 55:7; crendo nas Suas promessas de perdão dos pecados e de vida eterna, At 20:21; Jo 3:36.

Buscar a Deus enquanto há tempo… Haverá um momento em que a oportunidade passará, Lc 14:16-26; Pv 1:20-33 (vv. 22, 28); 2 Co 6:3.

Os caminhos / pensamentos de Deus vão além da nossa compreensão… Seus atos são justos, Is 55:8,9; Ele chama e salva pelo poder da Palavra, Is 55:10,11; 40:8; Lc 8:11; 1 Pe 1:22-25.

Buscai ao Senhor…

  • c) Adorai ao Senhor, Is 56:1-18 (v. 7)

A nação de Israel havia ido para o cativeiro por causa da desobediência a lei de Deus, particularmente o 4o. mandamento – “Lembra-te do dia do Sábado para guarda-lo, é santo…”. Este mandamento era um sinal especial entre Deus e os judeus (Ne 9:13,14); mas, não para os gentios (não judeus).

Sábado – sinal para os judeus; pertence a lei, dia de descanso (havia também o ano sabático para o descanso da terra), de adoração a Deus…

Para nós, Igreja de Jesus Cristo, o domingo, é o dia da celebração da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos; ressurreição que reafirma Sua divindade, e Sua obra salvífica;

Somos desafiados a adorarmos a Deus em “espírito e em verdade” (Jo 4:24), em todos os dias, locais, e em tudo (1 Co 10:31).

Adorai ao Senhor…

III. Julgamento e condenação para os pecadores rebeldes, Is 56:9-59:21.

Desobediência da nação (como já vimos nos primeiros capítulos, e nas primeiras mensagens de Isaías):

  • a) Líderes, Is 56:9-57:2

Is 57:1,2 – insensíveis para com a justiça…

Profetas, sacerdotes, juízes etc., vivendo em rebelião contra Deus.

A nação sofrendo por causa de maus líderes, e a nação seguindo os passos destes líderes…

  • b) Idólatras, Is 57:3-13

Ídolo, tudo o que rouba o lugar de adoração que pertence por direito e de fato, exclusivamente a Deus, o Criador.

Deus vê a idolatria como adultério, prostituição, Is 57:3.

O apóstolo Paulo em 1 Co 10 afirma que por detrás da idolatria existe uma ação do Diabo, para desviar a pessoa da verdadeira e única adoração a Deus…

  • c) Orgulhosos e avarentos, Is 57:14-21 (vv. 15, 17).

Inveja – deseja ser, ter o que outros são e têm; ciúme – possuir, o que já possui; cobiça – não se contenta com o que tem, sempre deseja ter e acumular mais…

Deus habita no meio dos que são humildes de espírito, Is 66:2; Sl 34:18; Is 51:17; 57:15.

Resiste ao soberbo, 1 Pe 5:5,6.

Não abençoa a avareza – quer mais; não reparte com o necessitado; acumula mais e mais para si; nunca se contenta com o que tem; tem o dinheiro como um fim, como sua fonte de poder e segurança…

  • d) Adoradores hipócritas, Is 58:1-14

Deus procura verdadeiros adoradores… Há falsos adoradores…

Falsos adoradores – adoração somente de lábios, desvinculada de uma vida compromissada com Deus e com o próximo… Coração longe de Deus… Uma adoração cujo ser humano é o próprio centro… Mera vida religiosa, e cumprimento de ritos religiosos, Is 1:10-15; 29:13; Mt 15:8,9.

Nesta falsa adoração, cultua-se a Deus porque é tradição, ou por superstição, mas não como fruto de conhece-Lo… A verdadeira adoração envolve, arrependimento dos pecados, fé em Cristo Senhor como único e suficiente Senhor, e sujeição a Cristo como Senhor, vivendo no Espírito Santo para Seu testemunho, honra e glória.

Todos os injustos, pecadores não arrependidos dos seus pecados e sem fé em Cristo Jesus, serão condenados a eternidade sem Deus, Jo 3:36.

Is 59:1-21

Pecado – dolo, engano; iniquidade, tornar o certo em errado, a verdade em mentira; transgressão, violação da lei, da vontade revelada de Deus; omissão, estando fora do propósito de Deus, não vivendo segundo os Seus planos…

Todos os promotores da injustiça na terra – opressão, roubo, corrupção, suborno, premiar os jeitinhos e o engano e o mal, violando os valores morais e éticos, desprezando e oprimindo o próximo… – terão de Deus o castigo e a punição…

Os pecados levam Deus a dizer “não” as orações, Is 59:1-4.

Is 57:19-21, os ímpios não têm paz…

Mas, na Sua ira, Deus se lembra da Sua misericórdia e conclama os pecadores ao arrependimento dos pecados e a fé Nele… A misericórdia divina conduz o pecador ao arrependimento, Hc 3:2.

Conclusão

Hoje…

A restauração divina atinge a todos os que já participantes da aliança, em Cristo Jesus, se afastaram de Deus, e voltam arrependidos dos pecados…

A salvação eterna, aos que aceitam o convite, ao que crêem em Jesus Cristo como único e suficiente Salvador… Jo 3:36

Condenação para todo o que não crê, que se mantêm rebelde contra o Filho, Jo 3:36.

  • Qual a tua relação com Deus?
  • Como está o teu relacionamento com Deus?

Isto afeta teu passado, presente e futuro…

Em Jesus Cristo, Senhor e Salvador, há salvação eterna para todo o que Nele crê, e condenação eterna para todo o incrédulo, para aquele que O rejeita (cf. Jo 3:36).

 

IsaíasNova Aliança