Impactado pela visão de Deus

Mensagem: Todo aquele que verdadeiramente conhece, compreende, crê e assim vive segundo a visão de Deus, revelada em Cristo Jesus e na Sua palavra, tem um estilo de vida impactado por esta mesma visão.

I. Introdução

Iniciamos hoje uma série de mensagens bíblicas no livro do profeta Isaías.

Isaías é conhecido como o “profeta evangélico, visto que apresenta a mais completa e clara exposição do Evangelho de Jesus Cristo que se pode encontrar em qualquer porção do Antigo Testamento. […] Isaías dá ênfase especial à doutrina de Deus com sua onipotência, onisciência e seu amor redentor, em oposição como os imaginários deuses dos pagãos adoradores de ídolos. Ele se revela como o único Deus verdadeiro, o soberano Criador do universo, que ordena a história em conformidade com seu grandioso e perfeito plano…” (Bíblia Sagrada, Almeida Século 21. Vida Nova: São Paulo, 2008, p. 694).

O tema e a mensagem do livro do profeta Isaías é que “A salvação eterna é recebida somente pela graça, pelo poder de Deus, o Redentor, e não pela força do ser humano nem pelas suas obras” (adpatdo de Gleason L. Archer Jr., Merece Confiança o Antigo Testamento. São Paulo: Vida Nova).

O livro do profeta Isaías revela a inutilidade dos esforços humanos para obter a salvação eterna – “Só o Senhor salva, enquanto todos os esforços humanos se demonstram ser vãos” (J. Ridderbos. Isaías, Introdução e comentário. São Paulo: Mundo Cristão e Vida Nova).

Isaías, ou “Jesahiahu” (yesh-ah-yaw’, yesh-ah-yaw’-hoo / hebraico), seu nome significa “a salvação do Senhor”, um nome adequado para um profeta a quem Deus deu conhecimento da salvação do seu povo…” (Strong’s Hebrew and Greek Dictionaries). Ele descreve o Cristo como o Rei messiânico, capítulos 1 a 39; e, como o Servo sofredor do Senhor, capítulos 40 a 46.

Provavelmente recebeu comissão e unção profética por volta do ano 740 a.C., ano da morte do rei Uzias – “No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as orlas do seu manto enchiam o templo”, Is 6:1.

Ele recebeu a ordem divina de escrever a profecia em uma tábua, e inscrevê-lo em um rolo como testemunho para todas as épocas, 30:8 (Rm 15:4).

Is 30:8 “Vai pois agora, escreve isso numa tábua perante eles, registra-o num livro; para que fique como testemunho para o tempo vindouro, para sempre”.

Rm 15:4 “Porquanto, tudo que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que, pela constância e pela consolação provenientes das Escrituras, tenhamos esperança”.

O ministério profético ocorreu em períodos diversos, aproximadamente entre 740 a 630 a.C., no reinado dos reis de Judá – Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias, 1:1.

O livro tem duas partes: capítulos 1 a 39 épocas de Isaías; e, capítulos 40 a 66 condições posteriores, cativeiro babilônico.

Na época de Isaías a Assíria estava em decadência. Judá e Israel estavam com poder e prosperidade. Haviam obtido várias vitórias sobre os seus inimigos… Fortificava-se Jerusalém e outras cidades. Promoveu-se a agricultura, o comércio e a indústria.

No livro de Isaías é central o contraste entre os poderes mundiais da Assíria e do Egito, e o Reino de Deus prefigurado em Sião.

Entre 1947 a 1956 descobriram-se em grutas nas rochas das colinas de Qunrã, ao sul de Jericó, na margem ocidental do Mar Morto, textos de Isaías escritos em hebraico, aramaico e grego. Textos datados do 2o. Século a.C. até por volta de 68 a 70 d.C., pertencentes a comunidade dos essênios, e que lançam luz sobre os textos originais de Isaías.

Neste livro temos as visões, as profecias de Isaías…

Assim como o profeta Isaías, Todo aquele que verdadeiramente conhece, compreende, crê e assim vive segundo a visão de Deus, revelada em Cristo Jesus e na Sua palavra, tem um estilo de vida impactado por esta mesma visão.

II. Ele ouve a palavras de Deus, e vê as revelações do Todo Poderoso.

2 Cr 32:32  “Ora, o restante dos atos de Ezequias, e as suas boas obras, eis que estão escritos na visão do profeta Isaías, filho de Amoz, no livro dos reis de Judá e de Israel”.

Is 1:1 “A visão de Isaías, filho de Amoz, que ele teve a respeito de Judá e Jerusalém, nos dias de Uzias, Jotão, Acaz, e Ezequias, reis de Judá” (cf. Is 2:1; 13:1; 21:2; 22:1, 5).

O profeta, também por vezes chamado de vidente, ele falava da parte de Deus, revelando a mensagem, os caminhos, os propósitos divinos…

Nm 12:6  “Então disse: Ouvi agora as minhas palavras: se entre vós houver profeta, eu, o Senhor, a ele me farei conhecer em visão, em sonhos falarei com ele”.

Hc 2:2-4 Então o Senhor me respondeu , e disse: Escreve a visão e torna-se bem legível sobre tabuas, para que a possa ler quem passa correndo. Pois a visão é ainda para o tempo determinado, e se apressa para o fim. Ainda que se demore, espera-o; porque certamente virá, não tardará.  Eis o soberbo! A sua alma não é reta nele; mas o justo pela sua fé viverá”.

Hoje, Deus nos fala, se revela, revela Sua vontade e propósitos por meio de Jesus Cristo e da Bíblia – palavra de Deus, sob a liderança do Espírito Santo.

Hb 1:1-3 “Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias a nós nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, e por quem fez também o mundo; sendo ele o resplendor da sua glória e a expressa imagem do seu Ser, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo ele mesmo feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade nas alturas…”.

2 Pe 1:19-21 “E temos ainda mais firme a palavra profética à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma candeia que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça e a estrela da alva surja em vossos corações; sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade dos homens, mas os homens da parte de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo”.

Jo 16:13-15 “… O Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras. Ele me glorificará, porque receberá do que é meu, e vo-lo anunciará.  Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso eu vos disse que ele, recebendo do que é meu, vo-lo anunciará”.

O Espírito Santo já veio (At 2; Ef 1:13,14) e é sua tarefa iluminar a nossa mente para compreendermos a verdade, e nos conduzir num estilo de vida conformado com a vontade de Deus, revelada em Jesus Cristo e na Bíblia…

III. Ele rejeita os que mentirosamente dizem falar da parte de Deus…

Jr 23:16,17  “Assim diz o Senhor dos exércitos: Não deis ouvidos as palavras dos profetas, que vos profetizam a vós, ensinando-vos vaidades; falam da visão do seu coração, não da boca do Senhor. Dizem continuamente aos que desprezam a palavra do Senhor: Paz tereis; e a todo o que anda na teimosia do seu coração, dizem: Não virá mal sobre vós”.

Is 28:7 “Mas também estes cambaleiam por causa do vinho, e com a bebida forte se desencaminham; até o sacerdote e o profeta cambaleiam por causa da bebida forte, estão tontos do vinho, desencaminham-se por causa da bebida forte; erram na visão, e tropeçam no juízo”.

Os falsos profetas dizem o que nós queremos e gostamos de ouvir… Eles querem ser populares, são bajuladores do povo, buscam seus próprios interesses…

Is 30:1; 9-11 “Ai dos filhos rebeldes, diz o Senhor, que tomam conselho, mas não de mim; e que fazem aliança, mas não pelo meu espírito, para acrescentarem pecado a pecado”; “Pois este é um povo rebelde, filhos mentirosos, filhos que não querem ouvir a lei do Senhor;  que dizem aos videntes: Não vejais; e aos profetas: Não profetizeis para nós o que é reto; dizei-nos coisas aprazíveis, e profetizai-nos ilusões; desviai-vos do caminho, apartai-vos da vereda; fazei que o Santo de Israel deixe de estar perante nós”.

1 Tm 4:1,2 Mas o Espírito expressamente diz que em tempos posteriores alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios,  pela hipocrisia de homens que falam mentiras e têm a sua própria consciência cauterizada”.

Os verdadeiros mensageiros de Deus falam o que precisamos ouvir da parte de Deus, mesmo que não queiramos, e não gostemos de ouvir e de sermos confrontados com a verdade divina.

IV. Ele tem um estilo de vida segundo a vontade de Deus.

Aquele que conhece e compreende e vive segundo a visão de Deus, teme a Deus e tem seu coração conectado com verdade divina, por isso não vive desorientado e nem frustrado…

Is 29:9-13  “Pasmai, e maravilhai-vos; cegai-vos e ficai cegos; bêbedos estão, mas não de vinho, andam cambaleando, mas não de bebida forte. Porque o Senhor derramou sobre vós um espírito de profundo sono, e fechou os vossos olhos, os profetas; e vendou as vossas cabeças, os videntes.  Pelo que toda visão vos é como as palavras dum livro selado que se dá ao que sabe ler, dizendo: Ora lê isto; e ele responde: Não posso, porque está selado. Ou dá-se o livro ao que não sabe ler, dizendo: Ora lê isto; e ele responde: Não sei ler. Por isso o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas tem afastado para longe de mim o seu coração, e o seu temor para comigo consiste em mandamentos de homens, aprendidos de cor”.

2Pe 1:19  “E temos ainda mais firme a palavra profética à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma candeia que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça e a estrela da alva surja em vossos corações”.

Pv 29:18  “Onde não há profecia (literalmente, “visão”), o povo se corrompe; mas o que guarda a lei esse é bem-aventurado”.

Conclusão

Assim como o profeta Isaías, Todo aquele que verdadeiramente conhece, compreende, crê e assim vive segundo a visão de Deus, revelada em Cristo Jesus e na Sua palavra, tem um estilo de vida impactado por esta mesma visão.

Precisamos conhecer, compreender e viver segundo a visão, a revelação divina de que o caminho para o bom êxito é o caminho da vida em comunhão e obediência a Deus Pai, por meio de Jesus Cristo, sob a capacitação do Espírito Santo.

Is 3:8-11 “Pois Jerusalém tropeçou, e Judá caiu; porque a sua língua e as suas obras são contra o Senhor, para afrontarem a sua gloriosa presença. O aspecto do semblante dá testemunho contra eles; e, como Sodoma,  publicam os seus pecados sem os disfarçar. Ai da sua alma! porque eles fazem mal a si mesmos.  Dizei aos justos que bem lhes irá; porque comerão do fruto das suas obras. Ai do ímpio! mal lhe irá; pois se lhe fará o que as suas mãos fizeram” (cf. Os 14:1-9).

Is 55:1-3 “Ó vós, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite. Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão! e o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer? ouvi-me atentamente, e comei o que é bom, e deleitai-vos com a gordura. Inclinai os vossos ouvidos, e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá…”.

Is 55:6,7 “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.  Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos; volte-se ao Senhor, que se compadecerá dele; e para o nosso Deus, porque é generoso em perdoar”.

Mt 21:28-32  “Mas que vos parece? Um homem tinha dois filhos, e, chegando- se ao primeiro, disse: Filho, vai trabalhar hoje na vinha. Ele respondeu: Sim, senhor; mas não foi. Chegando-se, então, ao segundo, falou-lhe de igual modo; respondeu-lhe este: Não quero; mas depois, arrependendo-se, foi.  Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram eles: O segundo. Disse-lhes Jesus: Em verdade vos digo que os publicanos e as meretrizes entram adiante de vós no reino de Deus. Pois João veio a vós no caminho da justiça, e não lhe deste crédito, mas os publicanos e as meretrizes lho deram; vós, porém, vendo isto, nem depois vos arrependestes para crerdes nele”.

Hb 5:7-9  “O qual (Jesus Cristo) nos dias da sua carne, tendo oferecido, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que podia livrar da morte, e tendo sido ouvido por causa da sua reverência,  ainda que era Filho, aprendeu a obediência por meio daquilo que sofreu;  e, tendo sido aperfeiçoado, veio a ser autor de eterna salvação para todos os que lhe obedecem”.

Precisamos conhecer, compreender e viver segundo a visão, a revelação divina que o caminho para o bom êxito é o caminho da vida em comunhão e obediência a Deus Pai, por meio de Jesus Cristo, sob a capacitação do Espírito Santo.

Que como o apóstolo Paulo, cada um de nós possa dizer:

“… Não fui desobediente à visão celestial”, At 26:19 .

Todo aquele que verdadeiramente conhece, compreende, crê e assim vive segundo a visão de Deus, revelada em Cristo Jesus e na Sua palavra, tem um estilo de vida impactado por esta mesma visão.

 

IsaíasNova Aliança