Ele ressuscitou

Ele Ressucitou! Lc 24.1-12

Nós celebramos a Morte e Ressureição de Cristo neste dia!

 Analisemos alguns movimentos do texto, que nos ajudam a compreender este relato tão precioso e próximo da nossa experiência:

Primeira Cena

1 Mas, no primeiro dia da semana, alta madrugada, as mulheres foram ao túmulo, levando os óleos aromáticos que haviam preparado. 2 Encontraram a pedra removida do túmulo, 3 mas, ao entrar, não acharam o corpo do Senhor Jesus. 4 Aconteceu que, perplexas a esse respeito, apareceram-lhes dois homens com roupas resplandecentes.  

Note a pressa dessas mulheres em honrarem o Senhor Jesus, com os perfumes e óleos aromáticos. Era um costume judaico que os corpos fossem bem limpos e tratados, para "passarem para a outra vida"  

Um desafio grande era a pedra, mas quando elas chegam diante da caverna onde o corpo de Jesus estava, algo impensado acontece. A pedra foi tirada da frente e não havia corpo nenhum.  

A situação fica mais estranha quando elas vêem, "homens de roupas brilhantes", se coloque no lugar delas, uma mistura de tristeza, inquietação e agora assombro.  

Segunda Cena

5 Estando elas com muito medo e baixando os olhos para o chão, eles disseram:

— Por que vocês estão procurando entre os mortos aquele que vive? 6 Ele não está aqui, mas ressuscitou. Lembrem-se do que ele falou para vocês, estando ainda na Galileia: 7 “É necessário que o Filho do Homem seja entregue nas mãos de pecadores, seja crucificado e ressuscite no terceiro dia.”  

Deve ter sido uma cena incrível e terrível, apenas estar diante daqueles anjos num contexto normal, porém elas estavam abaladas. Como qualquer pessoa normal elas temeram. Os anjos vêem e proclamam a Palavra de Deus, através de uma maneira desafiadora, levando estas nossas irmãs a colocarem a cabeça no lugar e refletirem, sobre o que o próprio Jesus tinha falado sobre si. Elas precisavam se lembrar, o Senhor já havia falado o que aconteceria.  

O preço do perdão dos pecadores era a morte do Filho Amado, assim, satisfazendo a ira justa de Deus, mas não termina aí, Jesus levanta vitoriosamente como O Rei, ressuscitando de forma triunfante sobre todo o pecado e a morte.  

Terceira Cena

8 Então elas se lembraram das palavras de Jesus. 9 E, voltando do túmulo, anunciaram todas estas coisas aos onze e a todos os outros que estavam com eles. 10 Essas mulheres eram Maria Madalena, Joana e Maria, mãe de Tiago; também as demais que estavam com elas confirmaram estas coisas aos apóstolos.

 Elas se lembraram!

Estas nossas irmãs creram, sem precisar ver Jesus vivo de novo. Elas assim como nós, por uma ação de Deus, creram na Palavra de Deus. Isso é o resultado de uma fé genuína e verdadeira. Quem realmente acredita, naturalmente divulga. Elas correm para contar aos apóstolos (que deveriam ser os primeiros a estarem lá!), visando reanimar a fé destes homens que estavam tristes, acuados e duvidosos.

Quarta Cena  

11 Mas para eles tais palavras pareciam um delírio; eles não acreditaram no que as mulheres diziam.

 Nossa incredulidade é culpa nossa, nos tornando cegos para as Palavras de Deus. Quem deveriam ser os braços direitos de Jesus, falharam miseravelmente, assim como nós por vezes somos atacados pelas dúvidas e pela dureza de coração. Eles decidiram não acreditar, por que é possível andar com Jesus durante anos e ainda assim vacilarmos como eles.

Quinta Cena

 12 Pedro, porém, levantando-se, correu ao túmulo. E, abaixando-se, viu somente os lençóis de linho e nada mais; e retirou-se para casa, admirado com o que tinha acontecido.

 Apesar de o desânimo e a incredulidade serem generalizados, alguém, decidiu lutar com a sua dúvida e remorso. Pedro correu, até o túmulo fora da cidade e ficou admirado com o que não tinha visto. Havia um túmulo vazio e uma grande pergunta? Jesus realmente ressuscitou?

Porém Pedro parou no estágio da admiração e não abraçou as palavras de Jesus como a verdade fundamental de sua vida. Ele quase chegou lá! Assim como muitos de nós podem, quase crer em Jesus, mas não o bastante para nos comprometermos com o que Ele diz.

1 - Diante disso tudo. Escolha bem!

Se você não crê na ressureição, no poder e na autoridade de Jesus e se você não se arrependeu dos seus pecados e não fez uma aliança com Ele, não perca mais tempo.

2 - Diante disso tudo. Viva de modo digno!

Caso você seja um filho de Deus, que já colocou sua fé e confiança em Jesus e viver por Ele:

AME está igreja, do fundo do seu coração. Lembre-se: Jesus morreu por ela!

SIRVA a Deus através desta igreja;

DISCIPULE pessoas menos maduras que você e seja discipulado;

FALE do Evangelho de Jesus pás os outros.

Seminarista Mário Belsoli

Mário Belsoli