Missões: dever de todos

“Durante a história do cristianismo a obra missionária tem tido diversos paradigmas. Eles têm se estabelecido e durado séculos.   Atualmente vivemos um período de mudança desses paradigmas. Da nossa atuação virá o novo.

Até há pouco tempo, o paradigma era que o hemisfério Norte enviava missionários para o Sul, países ricos para países pobres.  Fazer missões em nível mundial era considerada obrigação apenas de alguns.

O quadro mudou. Hoje a compreensão é que devemos voltar ao modelo bíblico em que o cumprimento da Grande Comissão é responsabilidade de todos. Cada cristão tem um papel importante na obra missionária.

Dessa forma, o novo paradigma que tentamos estabelecer é que todos enviam para todo o mundo. Mesmo a menor comunidade cristã tem o privilégio de participar de tão grande obra. É a época de parcerias entre missionários de diferentes países para alcançar os povos não alcançados.

O desafio é como envolver a todos na missão de alcançar todos os povos. A resposta para isso é a mobilização. Jesus mobilizou seus discípulos ao enviá-los para todas as cidades onde pretendia ir, ao falar sobre a necessidade do Evangelho ser pregado a todas nações.

Agora, além de orar, contribuir e ir, missões precisa que mobilizemos pessoas para o cumprimento da missão dada por Cristo. Cada cristão precisa saber que a evangelização dos povos depende dele. Assim, um professor de crianças deve entender que entre seus alunos pode estar a pessoa que levará o Evangelho ao último povo não alcançado. Um líder de pequeno grupo necessita ser conscientizado que as orações de seu grupo dão forças aos missionários presos. Um pastor deve compreender que seu ministério tem um alcance global ao falar de missões. Todos precisamos saber que, se não nos esforçarmos em aumentar nossas contribuições, a obra não avançará.

Você mobiliza para missões? Que Deus seja conhecido e Jesus reconhecido como Senhor em todos os povos. ”

Transcrito de: Junta de Missões Mundiais,
Pr. João Marcos Barreto Soares - Diretor de Missões Mundiais.