Privilégio e Responsabilidade

Estas são duas coisas que geralmente não andam juntas. Pelo menos não na cabeça das pessoas.

O sujeito quer ter o privilégio de dirigir um veículo, mas muitas vezes não quer a responsabilidade de se ter um automóvel. São impostos que precisam ser pagos, manutenção que é necessária e as leis de trânsito que precisam ser respeitadas.

Outros querem o privilégio de liderar, mas não querem lidar com as implicações deste nobre desejo. Um líder vai à frente e por isto precisa ser exemplo, sua dedicação e trabalho precisam ser maiores do que seus liderados.

É um privilégio ter um carro, liderar e várias outras coisas mas todas elas possuem responsabilidades.

Conceder privilégios para uma pessoa sem lhe dar responsabilidades é criar gente egoísta e preguiçosa, com uma mentalidade de cliente: “Eu tenho sempre razão e preciso ser bem servido”.

Recebemos um grande privilégio: o de conhecermos as verdades do evangelho.   

Paulo quando escreve aos Efésios no capitulo 3.2  estava falando da responsabilidade que tinha em comunicar o evangelho aos gentios. Ele mesmo sendo o menor dos apóstolos sabia do privilégio que recebera pela graça de Deus, de ser um arauto da verdade aos gentios.

Esta responsabilidade agora está conosco. Recebemos o enorme presente de sermos chamados filhos de Deus. O Senhor por sua graça e misericórdia nos concedeu este presente e a razão é uma só: compartilharmos com outros .

A salvação é um dom gratuito de Deus e nós que fomos agraciados com ela, não podemos ficar em nossas cadeiras, engordando o nosso conhecimento bíblico e teológico.  Precisamos levantar e levar esta mensagem da salvação a toda a criatura.

Recebemos o privilégio de sermos discípulos de Jesus e é responsabilidade de cada um gerar  outros discípulos para Jesus.

Pr. Rodrigo Silva.

Rodrigo Silva