Igreja, Família de Deus

Vivemos tempos difíceis. Muitas pessoas não valorizam mais esta instituição chamada família. Pode-se comprovar isto olhando as estatísticas.

Dia após dia, o número de divórcios aumentam, na mesma velocidade o número de casamentos diminui. Os jornais trazem notícias de abandono de menores quase todas as semanas. Cada vez mais se ouve falar de casos onde filhos agridem os pais.

A moral e os bons costumes não são conhecidos pelos mais novos. Este infelizmente é o retrato da sociedade pós-moderna.

O que mais me preocupa é quando vejo alguns traços desta sociedade na Igreja.

O apóstolo Paulo quando escreve aos Efésios no capitulo 2.19 diz: vocês já não são estrangeiros nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus.

Ser membro desta família é um grande privilégio e uma grande responsabilidade.

A nossa filiação nesta família não vem através do nascimento natural de cada um, mas sim pela adoção de Deus.

Por meio de Jesus Cristo recebemos este amor de Deus e nos tornamos seus filhos. Esta forma de acesso faz de nós pessoas privilegiadas, mas com grandes responsabilidades.

Em Maio, os batistas comemoram o mês da família. Creio ser uma excelente oportunidade para pensarmos um pouco mais em nossas famílias.

Nossos familiares são pessoas que Deus confiou a nós, não podemos deixar de lado esta responsabilidade.

Somos filhos de Deus e por isso temos que agir diferente dos filhos do mundo.

A Igreja é a família de Deus e precisa ser um padrão para um mundo tão sem limites.

Faça um compromisso este mês, de procurar ser um membro melhor desta família, é isto que Deus espera de seus filhos.

Do seu irmão em Cristo - Pr. Rodrigo Silva

Rodrigo Silva