Dia da Reforma Protestante

O que foi celebrado em nosso país nesses últimos dias?

Da das crianças, da padroeira do Brasil, a vitória nas urnas, Halloween e o dia de finados, mas e nós cristãos, o que devemos celebrar e lembrar?

O dia da Reforma Protestante! Em 31 de outubro de 1517, um dia antes da festa católica de “Todos os Santos”, o monge agostiniano Martinho    Lutero pregou publicamente suas 95 teses, na porta da Catedral de Wittenberg  (Alemanha).

Seu apelo era por uma mudança nas práticas da Igreja Católica, por isso o nome “Reforma”.

Ele indignado com a cobrança das indulgências e com o fato de a bíblia não poder ser lida por todos, decide tomar uma atitude. 

A indulgência oferecia ao pecador penitente, meios para cumprir a dívida dos seus pecados durante sua vida na terra, reparando o mal que teria sido cometido por ele.

Esta cobrança era uma prática que a igreja católica da época tinha, para que as almas fossem salvas do inferno. Isto deixou Lutero perturbado, pois ele aprendeu em Romanos que a salvação era pela graça de Deus.

Para Lutero as Escrituras deveriam estar disponíveis a todos os homens.

A igreja católica defendia que somente os sacerdotes poderiam ter   acesso as sagradas escrituras. Estas e outras questões levaram este homem a romper com as estruturas da forte igreja da época. Ele foi contra o Papa e o Imperador porque entendeu que o Justo viverá pela fé. Acabou excomungado em 1520, pelo papa Leão X. Alegava-se que ele incorria em “heresia notória”.

A reforma não começa com Lutero. Cerca de 100 anos antes dele   surge John Huss.  E não termina com as teses de Wittenberg e os reformadores, como Menno Simon, Philipp Melanchthon, John Knox e outros contribuíram muito para este movimento.

O legado deles chegou até nós. Vivemos em um tempo onde homens se acham mais ungidos do que outros e vendem as bênçãos de Deus. 

Precisamos de uma nova reforma com pessoas dispostas a enfrentar e romper com as estruturas que afrontam o Evangelho genuíno. 

Essa reforma começa na vida de cada crente em Jesus, que precisa   viver confiando na Graça salvadora de Jesus e seguindo a Palavra da Verdade.

O Servo de Cristo - Pr. Rodrigo Silva

Rodrigo Silva