Viver Com Dignidade

Pr Rodrigo Silva                                                                                                 14/06/2015

Viver com dignidade é viver em unidade 

Paulo inicia rogando a eles que vivessem de maneira digna com a vocação que eles foram chamados. 

E que vocação era esta? A de serem filhos de Deus.  

Um filho é alguém que tem a aparência do pai e que tem traços da personalidade do pai. 

É isto que Paulo está falando: tenho a personalidade de Deus, ajam como filhos de Deus. 

Então neste momento ele começa a dizer como vivem os filhos de Deus. 

De agora em diante Paulo vai usar uma série de expressões com o verbo andar. A razão é que os últimos 3 capítulos da carta são orientações praticas e diárias para aqueles irmãos. 

Agora que alcançarão uma nova posição em Cristo, já não são mais gentios e estranhos as alianças, mas filhos de Deus e co-herdeiros do Cristo, então devem viver diferente. E é isto que ele vai fazer nos próximos capítulos. 

Paulo então começa a dizer que: 

  1. O cristão é alguém que vive em equilíbrio. V.1 

Paulo quando pede para os irmãos em Éfeso viverem de maneira digna é isto que ele está dizendo, vivam em equilíbrio com a posição que vocês agora têm em Cristo. 

Paulo depois de falar em 3 capítulos o que eles haviam recebido em Cristo, agora vai dizer como eles deveriam viver em equilíbrio com esta nova posição. 

Alguém que é eleito o presidente de um país, não pode mais viver como vivia antes, tudo em sua vida muda a começar pela sua casa, a quantidade de seguranças que ele tem. Alguém que ocupa uma posição tão alta não pode mais frequentar os mesmos lugares e nem falar as mesmas, cosias sem a preocupação da repercussão que isso pode ter.   

Agora ser cristão é muito mais importante do que ser presidente, por que o presidente representa um país, o cristão representa a Cristo.  

Paulo então estava rogando a aqueles irmãos que eles vivessem de maneira digna, equilibrada e condizente com a nova posição que eles haviam recebido. 

E como se vive então esta nova vida?   

  1. O cristão é alguém que vive em paz. V.2 e 3. 

Vivemos dias com falta de paz, no mundo e em cada um, mas também existe um local onde às vezes a paz desaparece, e este local é a igreja. 

É muito comum, por causa da vaidade do ser humano, as vontades das pessoas e a necessidade de cada ser um, a paz sumir, desaparecer e se instaurar um ambiente de guerra, com conchavos, grupos de oposição e até mesmo agressão verbal e até física. 

Onde há gente há confusão e desavença. Em Éfeso não era diferente, haviam pessoas que gostavam da primazia em todos os aspectos e isto certamente estava servindo de vergonha para o evangelho naquela cidade, então Paulo roga para eles viverem de maneira digna. Ele diz como se vive com dignidade de acordo com a vocação que eles receberam.  

Sejam humildes e dóceis ou vivam com toda humildade e mansidão.  

Se existem duas áreas difíceis na vida da maioria das pessoas são estas: humildade e mansidão, docilidade.  

Humildade não tem nada com pobreza, é possível ser pobre e não ser humilde e ser rico e ser muito humilde.  

Humildade esta ligado a buscar os interesses do outro acima dos meus, Fil.2.3-5 é não ter um conceito mais elevado de mim mesmo (Rm.12.3) mas sim, saber que tudo que sou tenho ou posso fazer é tudo pela graça de Deus, não vem de mim. Este é o conceito de humildade bíblico e muitas vezes não estamos dispostos a isto buscamos primeiro o nosso interesse e isto não causa união e consequentemente vai causar discórdia e falta de paz no Corpo de Cristo. 

Quem não é humilde também não é dócil e nem manso. Docilidade e mansidão não tem nada haver com fraqueza, mas sim com controle. Alguém manso é um sujeito domado e no caso do cristão pelo Espirito Santo.  

Muitas vezes se confunde seriedade e firmeza com falta de mansidão e fraqueza e frouxidão com mansidão.    

Mansidão é força sobre controle é estar pronto a sacrificar meus direitos pelo dos outros, Moisés foi considerado o homem mais manso da Terra (Nm. 12.3) ele era fraco? Jesus era manso e humilde (Mt. 11.29)  Ele era fraco? 

  Sejam pacientes, longânimes suportando uns aos outros com amor 

Outra coisa difícil de se fazer é esta ter paciência com as pessoas e suporta-las. 

As diferenças que existiam entre os irmãos em Éfeso, dificultavam a convivência entre eles, eles eram gregos, judeus, convertidos a mais tempo ou a menos tempo e tudo isto trazia conflito, então Paulo diz: sejam pacientes e suportem em amor. 

Talvez você já tenha dito: eu não tenho mais paciência. Eu não suporto esta pessoa.     

E Paulo esta dizendo: tenha paciência e suporte em amor, sustente esta pessoa que é mais imatura, mais fraca, mais débil na fé. Sempre haverá alguém que terá que nos sustentar lembre-se disto.  

Talvez você esteja pensando: mas não é fácil aguentar esta pessoa e ser humilde.  

É por isto que Paulo diz no verso 3 façam todo esforço, ninguém disse que seria fácil apenas que era necessário fazer, é preciso se manter o vinculo da paz. 

A expressão que Paulo usa é forte e traz esta ideia de que é um esforço diário e constante que não poupa esforços não descansa.  

Esta paz deve ser preservada por que o cristão é alguém que vive em unidade. 

  1. O cristão é alguém que vive em unidade. V. 4 a 6. 

Este vinculo da paz deve ser mantido por que há um só corpo, um só Espirito... 

Não há dois corpos, dos espíritos, dois batismos...  

O que nos une a há salvação em Cristo Jesus e a adoção como filhos de Deus, uma só aliança e todas as suas bênçãos e implicações, então nós não podemos viver divididos, nada que nos divida vem de Deus.  

Cristãos que querem viver de maneira digna com a vocação que eles receberam, precisam manter o vinculo da paz a qualquer custo e ficar unidos pois é isto que agrada a Deus.     

O vínculo já foi feito pelo Espirito Santo de Deus, mas nós devemos viver com dignidade com a posição que alcançamos e em unidade mantermos o a paz uns com os outros.  

Cristãos vivendo em paz uns com os outros é o que agrada ao Senhor, mas Ele odeia, abomina aqueles que provocam discórdia entre os irmãos Pv. 6.16 a 19. 

Concluindo  

  1. Temos vivido dignamente como cristãos, ou temos envergonhado o Nome de Cristo? 

  1. Temos nos esforçado para manter o vinculo da paz, ou isto é humilhante demais?  

  1. Temos vivido em união com os nossos irmãos, ou nossas preferencias tem nos afastado?  

Viver com dignidade cristão é viver em unidade com o Corpo de Cristo