O Quarteto Fantástico

Não, esse texto não é sobre heróis da ficção do cinema. Pelo contrário, é sobre uma curta história de 4 heróis verdadeiros, relatada em 3 evangelhos. Uso essa brincadeira com o nome para descrever uma passagem bíblica onde podemos encontrar de forma simples, mas profunda, um exemplo de verdadeira amizade, perseverança e fé.

Vamos ao texto.  Marcos 2:1-5 "Dias depois, entrou Jesus de novo em Cafarnaum, e logo correu que ele estava em casa. Muitos afluíram para ali, tantos que nem mesmo junto à porta eles achavam lugar; e anunciava-lhes a palavra. Alguns foram ter com ele, conduzindo um paralítico, levado por quatro homens. E, não podendo aproximar-se dele, por causa da multidão, descobriram o eirado no ponto correspondente ao em que ele estava e, fazendo uma abertura, baixaram o leito em que jazia o doente. Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Filho, os teus pecados estão perdoados". 

Por mim o texto fala por si só, mas como nosso espaço aqui é pequeno quero refletir em dois pontos por enquanto.

Um primeiro ponto mais evangelístico. E começo com uma pergunta: O quanto eu e você, como amigos e cristãos, temos nos dedicados em levar as pessoas na presença de Jesus? Será que temos sidos exemplos de fé, de perseverança? Nós que ouvimos as boas novas do evangelho estamos compartilhando essa boa nova?

Segundo, uma outra pergunta: O quanto temos deixado que amizades que não vivem baseadas nos princípios bíblicos nos influenciem? Temos sido mais influenciadores ou influenciados? Como cristãos temos que tomar cuidado com algumas amizades que podem nos levar à atitudes que são contrárias aos princípios bíblicos.

Pense nisso, medite nesse texto, minha oração é que possamos ser amigos que conduzem outras pessoas a Cristo e ao mesmo tempo buscar amizades que possam nos aproximar de Deus, nos ajudando a caminhar com Ele.

 

Em Cristo,

Rafael Ramos