Quando um privilégio vira um desafio!

Quero trazer uma reflexão sobre a importância do “próximo”, a preciosidade da vida na vida, o valor de viver em comunidade, ou seja, resumindo em uma palavra: o discipulado, que de forma simples significa: ajudar outros a seguirem a Jesus.

          A grande questão é: Por que vivemos tão pouco o discipulado? Por que nos escondemos na desculpa que o discipulado é coisa de pastor, do líder? Vejo no discipulado o grande privilégio de viver um evangelho puro, simples e ao mesmo tempo poderoso e transformador. Se sabemos e entendemos por Sua Palavra, do tamanho privilégio do discipulado, nosso desafio é abraçar o discipulado com todo nosso ser, investir tempo e recurso nisso, romper com tudo aquilo que nos afasta de viver intencionalmente pela vida e edificação do próximo.

Fazendo uma analogia bem simples, é como pregar um prego sem martelo, sendo que o martelo sempre esteve ali a disposição para ser usado.

          Seja sincero consigo mesmo, você está obedecendo a ordenança de Jesus do IDE E FAZEI DISCIPULOS?

          Pare e pense, o que te impede hoje de viver o discipulado? o que o torna tão desafiador para você? Não falo somente de discipular alguém, mas em ser discipulado, em buscar alguém para andar junto, que possa te ajudar a seguir Jesus. Recentemente um jovem me procurou e disse: “ande junto comigo, seja meu discipulador, quero crescer em Deus”. O meu coração se encheu de alegria, quão precioso é essa disposição.

          Quero por fim te encorajar e desafiar a viver um discipulado intencional, com propósito, pois esse é um lindo caminho que Deus escolheu para mutuamente nos edificarmos, crescendo em caráter, santidade, maturidade, compromisso, temor e amor, creio que assim seremos uma igreja relevante, contagiante e impactante.

          Medite nesses textos: Mt 28:19, Jo 17:11, Rm 15:14, 2 Tm 2:2, Cl 2:6, Cl 3:16, Hb 3:13, 1 Pe 1:8-9 e vamos juntos, com a ajuda de Deus, viver um discipulado intencional!

 

Um abraço,

Rafael Ramos