Muito mais...

Aquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós... (Ef. 3.20)

Você já imaginou alguma coisa muito grande, que nem você mesmo acreditava ser possível? Já sonhou algo tão fantástico e exagerado que, apesar de ser muito interessante necessário ou importante, ficou apenas no imaginário devido à sua inviabilidade? 

É mais ou menos isto que o nosso texto quer transmitir. A estrutura do texto grego original neste versículo é muito interessante. Em palavras literais seria traduzido mais ou menos assim: “Aquele que é poderoso para fazer tudo, mais que tudo, infinitamente mais do que tudo...” Parece ser um tanto repetitivo, mas na nossa língua não conseguimos nem sequer transmitir exatamente a estrutura da frase. O que Paulo quer ensinar é que não existe nada, absolutamente nada que o nosso Deus não tenha condições de realizar. A onipotência divina é tão abrangente que nada escapa à sua soberania. 

Quando lemos os capítulos anteriores, vemos alguns exemplos disso. O capítulo 2 diz que Deus é poderoso para derrubar até o muro de inimizade entre dois povos, destruindo qualquer barreira (v.11-14). No capítulo 3 lemos que, pelo poder de Deus, o apóstolo Paulo, mesmo estando preso (v1), não foi calado, mas continuou sua obra de proclamação. 

Mas o mais impressionante é o que ele anunciou sobre a nossa salvação. Mesmo estando nós mortos em nossas transgressões e pecados (2.1,5), Jesus Cristo nos salvou pela sua graça. O que parecia impossível devido ao nosso estado de pecado, que resultaria inevitavelmente na morte, ele tem poder para reverter e o fez morrendo em nosso lugar numa cruz. Assim, Paulo pode exclamar com convicção que Deus é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, mas deixa claro que isso não ocorre por qualquer mérido nosso, mas simplesmente pelo poder de Deus que atua em nòs (3.20). 

Transcrito: CK – Presente Diário