Cuidado Pastoral

        Cuidado pastoral. Sempre que ouvimos essa expressão, vem a nossa mente o cuidado que cada pastor precisa ter com o seu rebanho. E não está errado pensar assim.

          Mas quero propor um pensamento diferente dessa vez. Olhar pela ótica do cuidado que o pastor precisa receber.

Ser pastor é um privilégio, uma benção, uma oportunidade de servir a Deus enquanto se exerce um trabalho.

          Pastor é um homem com capacidades e habilidades, separado por Deus para uma excelente Obra. Mas é um homem. Sujeito a falhas e erros. Alguém que adoece, que precisa de descanso, que também tem família.

          Cresce cada vez mais o número de pastores com doenças cardíacas, pressão alta, diabetes e os mais variados problemas emocionais. Muitos sofrem em silêncio essas mazelas, com receio da opinião pública.

          Parte disso é culpa dos mesmos por não ensinarem os seus rebanhos, mas a outra parte é culpa da comunidade cristã, que muitas vezes tem um relacionamento utilitarista com seus líderes.

          Falo essas coisas com muita naturalidade por duas razões, primeira: ensinar a igreja é parte do meu trabalho. Segunda: até o momento tenho experimentado o cuidado da igreja.

                                               

          Quero finalizar trazendo 3 princípios bíblicos com o cuidado pastoral.

 

1. Honrem a seus líderes. Fil. 2.29. Pessoas que dedicam a vida ao Serviço do Senhor precisam ser honradas.

2. Sustentem dignamente. 1ª Tim. 5.17-18. Homens que vivem do ministério precisam ser mantidos pelo ministério.

3. Sigam as suas orientações. Heb. 13.17. O trabalho do líder é sobremaneira facilitado quando seus liderados seguem as suas orientações.

          Que realmente a frase “eu amo meu pastor”, seja traduzida em atos de amor e cuidado. 

          O servo de Cristo - Pr. Rodrigo Silva